Economia de Água: Como lavar a louça? Como irei cozinhar?

Como poupar para não faltar.

imagemdeloucasuja

Acabou a Água? E Agora?

   Atendendo a vários emails, hoje vamos abordar um tema que está se tornando bastante comum para os habitantes do nosso Brasil, A Falta de Água. A verdade é que a maioria de nós possuímos pouca experiência neste assunto, afinal nunca precisamos nos preocupar com a falta dela.

  Então, conversei diretamente com uma de minhas leitoras do Instagram, a Rosana Vieira. Ela é  casada, empresária, tem três filhos, mora num apartamento na grande Recife, capital de Pernambuco.

   Como todos da região nordeste, ela  já está  acostumada a lidar constantemente com o problema de falta de água. Então divido com vocês um pouco da experiência dela.

Ao longo desta semana vamos tratar de alguns assuntos relacionados à água, como:

  • Limpar a Casa;
  • A hora do Banho;
  • Lavando as Roupas;
  • Cuidando das plantas e a higiene de nossos animais domésticos.

Hoje, iremos começar pelo tema que mais faz parte do nosso dia a dia: Fazer Comida e lavar a louça.

Vamos as dicas simples de nossa leitora, mais que fazem toda a diferença no final.

1- Louça do Café da manhã

   Use papel toalha para tirar o excesso de comida dos pratos, e coloque um pouco (bem pouco!) de água nas xícaras e copos, assim a sujeira vai soltando e facilita o processo de lavar.
Se possível, reserve para lava-la junto com a louça do almoço, tudo de uma vez.

2- Preparando o Almoço

        Em uma bacia média, ela deixa de molho frutas, legumes e verduras, com uma colher de água sanitária dentro, para matar germes e bactérias.
A mesma água pode ser reaproveitada, para lavar a pia, o tanque, e até o chão da cozinha.

legumes de molho na agua

Reaproveite à Água de Frutas e Legumes

         Você pode usar a panela à vapor para fazer o arroz, e aproveitar a parte de cima para cozinhar ao mesmo tempo os legumes. Se você não tiver a panela à vapor, você pode cozinhar os legumes primeiro, e água que sobra você cozinha o arroz.
Tanto o arroz como os legumes podem ser cozidos em quantidade suficiente para render por três dias, eles duram na geladeira tampadinho.

3- Lavar a louça do almoço e do café da manhã

     Novamente, você pode tirar o excesso com papel toalha. Primeiro ensaboe os utensílios e deixe para enxaguar tudo de uma vez.
A Rosana tem um truque:  Na hora de lavar a louça, o cano debaixo da pia é desconectado e um balde, desses de 20 litros, é posto no lugar, assim toda a água usada para lavar a louça, vai ser reaproveitada na lavagem do banheiro e como descarga. Eu adorei a ideia!

     Outra dica bastante  simples usada na casa, é  que cada criança tem uma garrafa dessas de refrigerante de 600 ml, cheias de água e ficam na geladeira, a água  é usada para escovar os dentes, assim evitam o desperdício, pois esta era a hora de maior desperdício. No começo as crianças até reclamaram, mais agora está no automático.

        Estas são apenas algumas dicas. Se você tem alguma que faz aí na sua casa, conte nos comentários!!

       No próximo artigo, continuaremos a nossa série sobre água, desta vez, falaremos sobre como lavar a casa, com pouco esforço e é claro economizando bastante água.

       Obrigada pela visita!!

Como organizar as roupas do bebê

Por aqui, já expliquei como fazer as dobras de roupas. No post de hoje vamos organizar as roupas do bebê.

Vamos começar ?

1 – A limpeza
A limpeza é um processo essencial na organização, as gavetas e armários pegam muito pó e essa sujeira acaba danificando as roupas. Principalmente aquelas que usamos com menor frequência.
Por isso, antes de guardar as roupas dobradas, limpe a superfície, com sabão de coco ou detergente neutro (apenas uma gota!), seque bem o local e somente depois de seco guarde as peças. A umidade atrai mofo e traças e não queremos isso, certo?
Essa limpeza, exige manutenção. Então, estabeleça uma rotina para periodicamente limpar as gavetas e armários. Por exemplo, você pode fazê-la sempre que for separar as roupas que não servem mais, ou precisam de algum reparo.
2 – Organização
As opções de organização são infinitas, e tudo depende do espaço que você tem. Listei as mais utilizadas abaixo:

  • Empilhadas:

Empilhe as peças por categorias, por exemplo, uma pilha de bodies de manga curta, outra de bodies de manga comprida, e assim por diante. Apenas, fiquem atentas para não empilhar muitas peças, porque não fica prático e na hora de tirar uma peça de roupa e cai tudo da pilha.

  • Rolinhos

No vídeo mostrei como fazer rolinhos, e eles são bem práticos tanto em espaço como em visualização da quantidade de peças disponíveis. É minha escolha preferida para peças que não ficam bem dobradas, de tecido mais mole sabe?

  • Escadinha ou Cascata

Esse sem dúvida é meu preferido, você consegue visualizar muito bem todas as peças, principalmente as estampas. E ganha muito espaço! Recomendo.

  • Cabides

Nos cabides, devemos guardar: os casacos, as blusas que não podem ser dobradas, vestidos e saias.
Para visualizarem melhor, organizei as peças da minha filha com várias possibilidades para que possam escolher qual se adequa ao espaço de vocês.

IMG_0229 edit

3 – Que perfume usar nas gavetas e armários?
O ideal é não perfumar esses ambientes, somente usar bolinhas de cedro para controlar a umidade do local e elas já são cheirosas. Principalmente os bebês costumam ter alergia de cheiros fortes, então, evitem a menos que tenham certeza que eles não são alérgicos. Não usem sabonete ou borrifem perfume em guarda roupas e gavetas, a umidade de ambos atraem traças, deixam mau cheiro e mancham as roupas. Ah, o armário deve ter cheiro somente de roupa limpa e não de produtos que passamos nele. Se preferirem ervas, optem por lavanda! Estou fazendo um teste aqui em casa, que se der certo compartilho com vocês ok?
É isso meninas, lembrem de adaptar a organização a realidade do espaço e da rotina de vocês. Façam um pouco por vez, e tenho certeza que conseguirão os resultados que esperam. E no que puder ajudar no processo, contem comigo! Escrevam aqui nos comentários as impressões de vocês ao colocarem as dicas em prática.

Com carinho,

Tati Melo

Como dobrar as roupas do bebê

Quando estamos a espera do bebê a tarefa que mais alegra as mães é organizar as roupinhas do enxoval. Não é mesmo ? Parece que essa é a tarefa que torna a chegada do baby algo bem real, próximo de acontecer.
Aí conforme eles vão crescendo o número de uso de roupas aumenta a cada dia e na hora de manter tudo organizado parece quase impossível não é?
Eu sei, sou mãe também, sofro desse mesmo mal rsrs

Por isso resolvi dividir a organização de roupas de bebê em duas etapas: como dobrar e depois, como organizar. Combinado ?

Para esse post gravei um vídeo com o passo a passo de dobras das peças que mais usamos nos bebês.

Espero que gostem e pratiquem muito.

Se tiverem alguma dúvida, deixem nos comentários.

Grande beijo!!!

O preço da organização

Sem dúvida manter tudo organizado é esteticamente agradável aos olhos, mas já parou pra pensar como isso pode melhorar sua qualidade de vida?

Sim! Qualidade de vida!

Para ilustrar, vamos fazer um exercício:
Pare rapidamente para pensar quando você precisou localizar algum item que não sabia onde havia guardado, quanto tempo gastou para localizá-lo? Agora avalie, quantas vezes durante uma semana você gastou tempo procurando uma chave, uma peça de roupa, um sapato, um documento, o celular, a carteira, e por aí vai. Agora multiplique pela quantidade de semanas que tem o mês.
Para finalizar, calcule seu valor hora profissional, e multiplique pela quantidade de tempo que gastou procurando as coisas pela casa. Provavelmente você chegou a algum valor, e qualquer que tenha sido ele, tenho certeza que preferiria investir seu dinheiro (tempo!) em coisas que te fazem mais feliz não?

Então, essa é a proposta. Avaliem o benefício da organização em vossas vidas como algo que trará resultado imediato e efetivo no seu dia-a-dia. Como algo que não te faz perder tempo e sim GANHAR tempo, esse é o conceito.

A organização é um hábito, que deve ser implantado e praticado dia a dia, mas os benefícios podem ser vistos a curto e longo prazo. Eu garanto!